My first road trip experience!

IMG_6463

“Life is like a road trip. Enjoy each day and don’t carry too much baggage”

I have to admit, my first road trip took a little courage building beforehand. I knew it was for the best, I had just never driven across the entire country. After swallowing my doubts, it was time to drive from Orlando, FL to Los Angeles, CA. That’s right! I drove 36 hours with only three stops. Once in Louisiana, the second in Texas, and the third in Arizona. I have to admit 4 days on the road is not easy, yet looking back it was well worth the experience.

Some of you may know but for the sake of those who don’t, I’ll introduce you to the love of my life, my cat Grace. Of course, I couldn’t leave her behind, so guess who also accompanied me on my four-day journey? That’s right! Grace Kitty and Anton Meily, best known as my “Partner in Crime” haha. Traveling with a cat is much different than a dog, surprisingly. I assumed it was going to be very complicated, though it didn’t turn out too bad. My car was packed to the brim full of bags and boxes. Knowing this journey would be difficult for her, the backseat accompanied two cages for Grace. Inside one of her cages I put a small litter box, while the other contained her food, water, and bedding. This was Grace’s first time leaving the home she was raised in and was very sad to watch. I could see the sadness in her eyes as she left my mother’s arms. For about two hours she cried non stop. After a bit it was too much, I was feeling very sorry for her. I thought to myself why don’t I just let her loose in the car to witness the beautiful scenery with us. However, Cat’s don’t just sit there, mine at least. I decided I would give her some medicine prescribed by her veterinarian, a tranquilizer called Acepromazine. Less than ten minutes passed, and the drug began to take effect, causing Grace to be fully doped. She lost all the strength in her legs, and her eyes rolled backward. It was so traumatizing seeing Grace in that state that I threw the medicine away completely. After that day Grace didn’t cry anymore. Poor Thing. I hope she wasn’t quiet for fear I’d tranquilize her again.

Day 1: We arrived at our first destination in the city of New Orleans, Louisiana. As most know already, New Orleans is world famous because of their annual party called Mardi Gras. I was dying to see the city, but much to my dismay I was so exhausted by the time we arrived, we checked in our hotel and went to bed.

Day 2: The second day was both the longest and most fun. After drinking four cans of Red Bull I had so much energy I ended up driving fourteen hours straight. On the way I decided to buy a GoPro mount, so I could record some of our adventures from my car (which will be posted on YouTube very soon so stay tuned). Another plus, is Grace was actually quiet the whole way. Again, I hope she wasn’t scared of the meds. Anton spent his fourteen hours eating snacks and various sweets we picked up for the trip. The road we traveled was very calm and full of lush green, however I have to admit I couldn’t wait to get out of Louisiana. Reason being I was dying to see a cactus! HAHA! Yes a cactus, I’ve never seen one before so don’t judge.

Day 3: Texas Forever! I was super excited when we arrived. Texas is a very dry place consisting of mostly desert. On the contrary the road throughout to Arizona was one of the most beautiful I’ve ever seen. Everywhere I looked there were mountains, giant rocks, and you guessed it, cactus! It wouldn’t take a rocket scientist to figure out I was from out of town, seeing as I stopped every five minutes to capture a picture of the various cacti. I also saw Mexico. That’s right, south of the border! For those who don’t know Mexico shares a border with the United States, stretching from El Paso, Texas to San Diego, California. After a long thirteen-hour drive we arrived at our hotel. I must confess when we arrived I was a little scared. Our hotel was in the middle of nowhere between rocks and an abandoned gas station. It was this moment the saying “stuck between a rock and hard place” made more sense.

Day 4: For our fourth and final day it was time to trek from Arizona to the golden coast. After three days on the road I have to admit, I was thrilled this trip was reaching its end. We were very tired and I couldn’t wait to sleep for at least 10 hours without getting up early to drive. The trip from Arizona into California was fun for a multitude of reasons. Not only could I not wait to reach L.A., I was super excited to check out the world famous Old West Trading Post, located off interstate 10, literally in the middle of nowhere. Fireworks, Jewelry, handcrafts, and carpets made by Native Americans were among the things you could find here. As soon as I saw the store I parked my car, leaving poor Anton to watch Grace. The store was just as beautiful as I imagined. I fell in love with a longhorn skull made of resin, as well as the multi colored jewels layering the walls. If you didn’t already know I adore precious stones and crystals. To my surprise, the store was filled with them and in many different variations. Upon returning to the car I told Anton it was his turn to check out the store while I take care of Grace… God knows when we would have this opportunity again. Twenty minutes later I see Anton walking back to the car with a big package and a smile on his face. After getting inside he opened the box and my jaw dropped. It was the longhorn skull I liked so much. For about five minutes I couldn’t find the words, I was so excited! After calming down we decided it was time for the final stretch. Upon entering California, I couldn’t contain my emotions. I was here…I was finally here! My biggest dream was coming true. Driving towards the famous Hollywood sign put my feelings in an unexplainable joy. All the efforts and struggles of the past 23 years all seemed worth it. We finally arrived at our hotel and slept for what seemed like 2 days from the long journey. The next step however, was finding a place to live. To be continued…..

Concluding, I wanted to share with you guys why this post is so dear to me. In life anything that’s good is worth fighting for. Without pain, their would be no pleasure. Sometimes when the chips are down and you feel defeated, keep fighting. The harder you fight, the better the victory. My dream took 23 years to achieve, but it came alive. There were so many times of despair, but in the end you cant give up. “Sometimes the moment you’re ready to quit is the moment right before a miracle happens.” Don’t Give Up!

Now how about you, tell me YOUR dream! Has it come true? What was the struggle to accomplish them? I really want to know your story so be sure to tell me<3

Português

Criei coragem e decidi dirigir de Orlando para Los Angeles. Isso mesmo, dirigi 36 horas com apenas 3 paradas. Uma em Louisiana, a outra no Texas e a última em Arizona. Cheguei a Los Angeles após 4 dias de viagem e tenho que confessar que não foi nada fácil, mas valeu a pena pela experiência.

Primeiro dia: Após chorar muito ao me despedir da minha mãe, meu padrasto, meu melhor amigo Stephen Hands e claro, minha casinha em Orlando, juntei minhas malas, peguei minha gatinha Grace e cai na estrada com Anton Meily, mais conhecido como meu “Partner in crime”. Posso dizer que o primeiro dia foi o mais difícil pra mim. Eu estava com a cabeça um pouco confusa, estava tentando processar o que estava acontecendo. Estava triste por estar partindo, mas ao mesmo tempo feliz por estar tendo esta oportunidade maravilhosa de poder me mudar para a famosa “City of Angels” onde eu sempre sonhei em viver. O primeiro dia foi um dia quieto dentro do carro, onde passei as primeiras 11 horas dirigindo em silêncio e apenas tentando entender essa mais nova jornada em que eu estava entrando.

Como vocês já devem saber, eu tenho uma gatinha chamada Grace, ela é simplesmente o amor da minha vida e não poderia deixar ela para trás. Viajar com um gato é completamente diferente do que viajar com um cachorro. Tenho que admitir que foi mais complicado do que eu imaginava. O meu carro estava lotado de malas e caixas, e no banco de trás tinham duas gaiolas conectadas para a Grace poder ficar super confortável, pois eu sei que não seria nada fácil para ela ficar 4 dias dentro do carro. Dentro de uma das gaiolas eu coloquei a caixinha com areia para que ela pudesse ir ao banheiro e na outra sua caminha com água e comida. Ela ficou desesperada após minha mãe se despedir dela. Tadinha :(..eu conseguia ver em seus olhos sua tristeza em deixar a casa em que viveu sua vida toda. Ela chorou duas horas sem parar…Agora imagina você tendo que dirigir 11 horas e sua gata chorando no banco de trás sem que você pudesse fazer algo?!. Vocês devem estar se perguntando: “Porque não deixou ela solta no carro?”. Juro que tentei.. mas gatos não ficam sentadinhos olhando a paisagem pela janela como cachorros… bom, pelo menos não a minha gata haha. Resolvi dar a ela um calmante chamado Acepromazine, indicado pela sua veterinária. O remédio começou a fazer efeito em menos de 10 minutos, deixando a Grace completamente dopada. Seus olhos ficaram tortos e ela não tinha força em suas pernas. Fiquei tão agoniada por ver ela naquele estado que acabei jogando o remédio fora. Após esse dia ela não chorou mais. Tadinha. Deve ter ficado com medo de eu dar o remédio novamente a ela.

Chegamos a nossa primeira parada em uma cidade chamava New Orleans, Louisiana. Esta cidade é conhecida por sua famosa festa Mardi Gras. Eu estava louca para conhecer a cidade e tirar algumas fotos, mas chegamos ao hotel tão cansados que fomos direto para cama.

Segundo dia: O segundo dia foi o mais longo, mas certamente o mais divertido. Tomei tanto RedBull que consegui dirigir por 14 horas direito. Eu tinha tanta energia que resolvi comprar um adaptador de carro para a minha GoPro e acabei filmando um pouquinho para vocês a nossa aventura com destino a Califórnia hahaha (Fiquem ligadinhos no meu canal do YouTube que logo logo eu posto o video). A Grace estava mais tranquila, dormiu o caminho todo. Já o Anton passou as 14 horas comendo salgadinho e doces que a gente tinha comprado pelo caminho. Pegamos uma estrada bem calma e com muito verde. . Mas tenho que confessar que não via a hora de sair de Louisiana e chegar ao Texas. Eu estava louca para ver um cacto. Isso mesmo, um cacto. Nunca vi um antes hahaha.

Terceiro dia: Helloooo Texas. Eu estava super empolgada quando cheguei no Texas. Mesmo sendo muito quente e deserto, a estrada do Texas é uma das estradas mais bonitas que eu já vi. Não tem nada além de montanhas, pedras gigantes e claro, cactos. Eu parecia uma idiota parando de 5 em 5 minutos para tirar fotos de cactos hahaha. Lá também pude ver o México. Isso mesmo, México. Para quem não sabe, o México faz fronteira com os Estados Unidos. Desde El Paso, no Texas a San Diego, na Califórnia. Nosso hotel era completamente no meio do nada entre pedras e um posto de gasolina abandonado. Confesso que fiquei com um pouco de medo, mas foi uma aventura e tanto.

Quarto dia: Quarto e último dia, de Arizona em direção à Califórnia. Depois de 3 dias na estrada, confesso que estava muito feliz da nossa viagem estar chegando ao fim. Estava muito cansada e não via a hora de dormir por pelo menos 10 horas sem ter que acordar cedo para dirigir. A estrada de Arizona a Califórnia foi muito divertida, não apenas pela minha empolgação de chegar logo na tão famosa cidade de Los Angeles, mas também por poder conhecer a famosa loja de estrada chamada Old West Trading Post. Esta loja é localizada na estrada “interstate 10”, saída 127, literalmente no meio do nada. Lá são vendidos fogos de artifício, joias, artesanatos e tapetes feitos por índios nativos Americanos. Ao ver a loja, estacionei meu carro e corri para dentro, deixando o Anton tomando conta da Grace hahaha Me apaixonei ao ver um crânio de vaca feito de resina e joias de cores diferentes pendurados na parede. Não perguntei se estava a venda, mas foi paixão a primeira vista. Lá eu comprei muitas pedras (para quem não sabe, sou apaixonada por pedras e cristais). Sinto que elas têm energia e nada melhor que comprar algumas em Arizona, não é mesmo?! Ao voltar para o carro, fiz com que o Anton fosse à loja também.. só Deus sabe quando iríamos passar por lá novamente. Ao ver o Anton voltar da loja, percebi que ele carregava uma caixa grande e não parava de sorrir.. Ao entrar no carro, ele abriu a caixa e lá estava a o crânio da vaca que tanto gostei.. Acho que gritei por uns 5 minutos.. Estava tão feliz!! Eu sempre quis uma daquelas. Após me acalmar, caímos na estrada novamente com destino a Califórnia. Ao entrar no estado da Califórnia, não consegui conter minhas emoções. Eu estava ali. Finalmente! Eu estava realizando um sonho de criança, que era me mudar para Los Angeles. Ao entrar na cidade, logo vejo o letreiro de Hollywood e juro que não sei explicar o que senti. Todo o meu esforço e a minha luta estavam sendo recompensados depois de 23 anos. Finalmente chegamos ao hotel. Dormi literalmente por 2 dias seguidos sem querer sair da cama. Após descansar, parti para a segunda etapa: Procurar um apartamento. Contarei mais sobre isso nos próximos posts.

O motivo porque quis dividir este momento da minha vida com vocês não é apenas para contar sobre a minha tão longa viagem de Orlando para Los Angeles, mas sim para poder mostrar a vocês que não há vitória sem luta. Tudo que vocês fizerem na vida, façam com amor. Às vezes pensamos que nosso sonho está tão distante de se realizar que acabamos perdendo a esperança e não lutamos mais por ele. O meu sonho demorou 23 anos para se realizar, mas se realizou após MUITA luta, muito sufoco, muitos dias de desespero, mas com muita fé e força de vontade. Não desista JAMAIS de seus sonhos, mesmo que parece ser impossível, mesmo que ninguém acredite nele. Eu consegui e sei que você pode conseguir também.

Agora que tal me contar o SEU sonho! Você já realizou algum de seus sonhos? Passou sufoco para realizá-lo? Quero muito saber da sua história<3

More from Duda Castro

Capricho takes a step into Duda Castro’s bedroom

English: Directly from Orlando, Duda Castro opens the doors of her stylish room to...
Read More

15 Comments

  • Existem 4 sonhos, que ao meu ver, são os que mais quero conseguir realizar. Um deles, é entrar na universidade e cursar o curso de Design. Outro é ser bem sucessedida e com isso, conseguir dar uma casa para meus país do jeito que eles realmente merecem, mesmo que já tenham a deles do jeito deles. O terceiro, é conseguir viajar o mundo, não precisa nem ser o mundo, mas os lugares que eu mais gosto (como LA, Orlando, NY, Amsterdã e etc). E o quarto, mas não menos importante (talvez seja o mais importante para mim nesse momento), é conseguir chegar ser Filha Da Luz. Faço parte de uma obra de evangelização, chamada Lúmen, e temos como nossa vocação que, por meio da Luz, possamos “ser feliz, fazendo o outro feliz”, e nisso existem várias ” etapas” de aprofundamento, e ser Filho Da Luz, é quando você chega ao último degrau dessa longa escada. Talvez isso possa ser, sei lá, besteira para alguns, mas estar perto de Deus, desse jeito, fazendo o outro feliz com pequenas coisas, é bem importante e gratificante para mim.
    Então, é isso hahaha. Espero não ficar de castigo! Love u ❤

    • Seus primeiros sonhos vão se realizar com muita dedicação mas o ultimo sem duvida se realizará com muito amor no coração! Seu ultimo sonho certamente é o mais lindo!

      Tem uma frase que diz: “Faça o bem sem olhar a quem” –

      Parabéns pela pessoa linda que voce é!

  • Eu tenho muitos sonhos! Um dos que realizei, foi conhecer meus ídolos. Lembro q na semana de eu conhecer eles, estava tudo dando errado, eu só chorava porque parecia que eu não iria realizar aquele sonho, q eu tanto esperei. Mas graças a Deus, deu tudo certo, e eu lutei muito, fiz vários esforços pra conseguir, e eu consegui. Agora, o próximo sonho é conhecer você! Espero realizar ❤

  • Tenho tantos sonhos, acredito que sou movida por eles. Mas atualmente o meu maior sonho é ser independente, trabalhar, voltar a estudar e viver a minha vida. Parece bobo, mas não é. E quanto aos outros sonhos, um passo de cada vez, sem desanimar e muito menos desistir. Saudades de você chatisse … Beijos, amo você

  • Acho que tudo nessa vida tem suas dúvidas e respostas. As vezes sua preocupação em nos mostrar sua luta, você já parou pra refletir que nesse vida, uma das suas missões é exatamente ser esse espelho? Ser essa inspiração? Se não parou, queria te dizer com todas as letras: você É e SEMPRE vai ser a minha inspiração. Guerreira e lutadora são dois dos milhares de adjetivos que eu podia estar aqui listando, mas acho que esse dois são os meus preferidos. Agradeço até hoje por você ter se tornado essa inspiração de vida, esse pensamento constante na minha mente. Como conquistar coisas sem ao menos lutar? Isso é lição básica na vida e nada melhor que ter a melhor professora pra me ensinar isso. Pra me mostrar isso. Eu só queria que você entendesse que é surreal ler esses posts e esse sentimento de orgulho, aumentar a cada palavra escrita. Cada palavra escrita pelo MINHA idola, MINHA guerreira e MINHA inspiração. O meu sonho? Bom, ele não se compara nem um pouco com o seu. O meu teve sim tempo a se esperar, mas foi compensado naquele momento de realização. Naquele momento eu pensei : obrigado Deus, por me dar essa oportunidade. Mas qual é meu sonho? Simples, é conhecer a minha inspiração. Foi realizado? Como o melhor dia da minha vida, sem dúvidas. Se eu chorei? Escondido dela, pra ela não perceber. Mas foi o melhor abraço que eu recebi. Aquele momento que tudo parou. Que o clichê veio e me atingiu em cheio. Os melhores segundos de uma pessoa. O segundo da realização de um sonho, o segundos de olhar aquela pessoa sorrindo. De sentir e ver o sorriso de Duda Castro tão proximo a mim. Foi a melhor coisa e eu não me canso de dizer isso. Obrigado por ser essa pessoa. Eu te amo MUITO, mas MUITO mesmo e nunca se esqueça disso tá?! Você é minha inspiração. Você é meu sonho, realizado, mas continua sendo. Nunca desista de si mesma, pois não será só você que estará se machucando. A vida me ensinou a correr de atrás da minha felicidade e meus sonhos, por isso, se um dia, você desistir de si mesma, eu estarei aqui. Por ti. Pra correr atrás do meu sonho. Pra correr atrás de ti. E te fazer lembrar, da guerreira que você é . Eu te amo. Não se esqueça disso. Obrigado, Duda. Ou melhor. Obrigado , sonho.

  • Sabe Duda, eu tenho muitos sonhos. Alguns são até cabíveis à realidade. Digamos que eu sou muito “avoada”. Eu sonho muito alto, isso faz as pessoas desacreditarem neles. Mas eu acredito, a ARTE me faz amar cada detalhe do meu sonho. Quero trabalhar como atriz, quero fazer faculdade fora do país, quero conseguir, sabe? Minha mãe desacredita, ela acha que eu to pensando alto demais, que eu tenho que colocar meus pés no chão, mas eu sei que é isso que eu quero. A arte pra mim é tudo. Alguns sonhos eu já realizei sim, acho que já realizei sonhos momentâneos, assim como aqueles que eu faria qualquer loucura só pra reviver AQUELE exato dia, naquela exata hora, sabe? Um desses momentos que eu reviveria 100000 vezes é estar ao seu lado. Nada como abraçar quem vc ama, né? Eu lembro daquele seu abraço, do seu sorriso. Duda, eu sou muito “sonhadora”, nem sempre colocam fé em mim, mas EU acredito no meu potencial de conseguir, e eu sei que eu ainda vou conseguir muito mais do que eu penso. Eu tenho 15 anos, sei que consigo começar um cursinho de teatro, eu já fiz, sei que meu coração escolheu a arte. E com isso dar uma vida melhor pra minha mãe, ela merece tanto, entende? mesmo que ela noa coloque muita fé no que eu quero, ela é minha base. Eu to te esperando de volta pra ganhar aquele abraço gostoso dnv. EU TE AMO MINHA PRINCESA

    • Ale linda
      Temos sonhos parecidos! Promete pra mim que nunca vai desistir? Que mesmo sem forças vai continuar lutando? Promete que vai me convidar para sua primeira peça teatral?
      Estou longe mas quero que saiba que estou do seu lado rezando muito por voce! Vai dar tudo certo voce vai ver.

  • Olá Duda meu amor! Eu tenho 2 sonhos. O primeiro: ir para a Disney! Meu primeiro sonhos desde os 4 anos, eu fazia desenhos… Sei lá, lá é especial! Sou completamente apaixonada por lá! Segundo: conhecer meus ídolos. Sim parece infantil sonhar com isso! Mais só quem sente sabe. Meu sonho é ir no M&G do Justin bieber! Porém, pode nunca ser realizado, pois é quase três mil e meus pais não pagariam para eu conhece-lo! Eu iria muuuuuito querer se eles me oferecerem, mais se for pra me oferecer e faltar algo em casa eu prefiro não fazer! Meus sonhos vão se realizar, eu sei eu tenho fé!!! Eu te amo duda meu anjo

  • Gente,rindo muito, Anton é único kkkk..
    Cara que orgulho de vc, lutando, conquistando, eu quero ser igual a vc quando eu crescer kkk..
    Eu juro que quando olho pra vc, ganho forças para lutar pelo o que eu quero. Eu vejo como vc lutou pra chegar onde está, e não é justo que eu queira td fácil ou desista sem tentar direito. Tenho mt orgulho de vc, orgulho de ser sua fã <3
    Obg por me incentivar tanto, e mostrar que nossos sonhos podem sim, se tornar realidade. E vc pode ter certeza que um dia eu vou te fazer uma visita hehehe 🙂

    • Ele é demais!
      Obrigada por todo amor e carinho Aninha!
      Vc tem orgulho de ser minha fã e eu tenho orgulho de ter voce como uma fã – alguém que tem orgulho da minha historia e não apenas se importa com que eu tenho hoje.
      <3

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *