Forgive and Forget

Duda Castro

“Anger makes you smaller, while forgiveness forces you to grow beyond what you are “

In a perfect world, everyone would be happy. Happy enough to overcome the monotony of ones job or even the lies told by someone close to you. If everything in the world were black and white this would be a feasible idea. However, there are many colors that keep life confusing, just when you thought you had it all figured out. When someone you love disappoints you, it hurts more than a slap in the face. Some people just can’t let go. Denying forgiveness is nothing less than demanding justice and showing others your inability to move forward. On that note, before you decide to keep your anger boxed in, consider this. Forgiveness is not only good for your health, but good for your soul as well.

At times we all struggle finding the willingness to forgive, nor do we want to for someone who’s caused us great pain. We continue living our lives with constant inner chatter, reminding us of the stresses and negativities someone has caused. Feelings of injustice and rejection begin to fuel our anger, clouding our judgment and affecting our mood. In fact, it’s not uncommon for people that struggle with forgiveness to visit a psychologist in search of inner peace.

I truly believe anyone can overcome any obstacle with the help of those we love. Whether it’s a relative, friend, or partner, confiding in others is a great start to emotional healing. Heartbreaks are a difficult thing to overcome; yet with the help of other’s we can begin putting the pieces back together. According to the “Journal of Behavioral Medicine”, people who forgive and forget tend to have less stress, healthy blood pressure, sleep better, and have stronger immune support.

We tend to make ourselves believe those we love will never hurt us, being intentional or not. The fact will still remain the same however; in life there is pain and pleasure. Without pain, you wouldn’t feel pleasure, just a constant mediocrity. For this we must learn to cope with negativity and surround ourselves with the good.

“The ultimate measure of a person is not what they do in times of comfort and convenience, yet what they do in times of challenge and controversy.” -Martin Luther King

Português

“Perdoar não e apenas um ato de gentileza com a pessoa que lhe causou a dor. É, acima de tudo, um ato de gentileza com você mesma.”

Em um mundo perfeito, todos deveriam ter um espirito elevado o suficiente para superar as intrigas do trabalho e as mentiras do parceiro ou amigos. Funcionaria assim se tudo no mundo fosse azul, mas as vezes a cor muda. Quando alguém que você ama e em quem confia a decepciona, dói mais que um tapa na cara. Para alguns fica difícil simplesmente relevar. Negar o perdão é nada mais nada menos que uma forma de exigir justiça e deixar o outro ciente da sua magoa. Mas, antes de guardar a raiva dentro de uma caixinha, considere isto: perdão não é bom apenas para a alma mas para a saúde também.

Nem sempre temos a disposição ou nos sentimos preparados para perdoar alguém que nos causou dor. Seguimos com nossas vidas lembrando os fatos e as pessoas que nos proporcionaram infelicidade e acabamos cultivando emoções como raiva e a sensação de termos sido vitimas de injustiça. É bastante comum recorrer aos consultórios de psicologia com o objetivo de tentar perdoar alguém e alcançar paz de espirito. Acredito que tudo pode ser mais fácil com ajuda tanto de um familiar, amigo ou até mesmo ajuda profissional. Superar as magoas pode ser difícil e por meio de ajuda as pessoas começam a entender por que estão tão feridas. De acordo com o jornal americano “Journal Of Behavioral Medicine”, pessoas que são mais abertas a perdoar tendem a ser menos estressadas, tem pressão mais baixa, melhor qualidade de sono, menos depressão e um sistema imunológico mais forte.

Vale a pena perdoar? Geralmente acreditados que aqueles que amamos são perfeitos e não podem errar. Mas nem sempre alguém o magoa de livre e espontânea vontade ou porque o odeia. Pode não ser intencional, mas o certo é que durante nossa trajetória de vida, todos nos encontraremos pessoas que vão nos machucar, e é preciso aprender a lidar com isso pois ninguém é perfeito e estamos neste mundo para errar e aprender. Pessoas erram e isso acontecem com todos nós, e não podemos nos tornar apegados a dor e incapazes de seguir em frente.

Preparando-se para perdoar: Quando alguém nos machuca, o resultado de raiva é uma postura de vitimização. Portando, os envolvidos precisam de tempo ou de um momento e um lugar tranquilo para conversar. E não se trata apenas de conversar, mas de a parte acusada se mostrar genuinamente arrependida por ter causado dor. Sem isso não ha possibilidade de a situação se resolver.

A magoa não passa de uma ferida mal curada e ao desculparmos de fato alguém que nos provocou dor, também nos livramos de uma guerra mental e de problemas de saúde. A vida é muito curta então pare de sofrer, vire a pagina e siga em frente.

Xo,

Duda Castro

More from Duda Castro

MY TATTOOS AND MEANINGS

“My body is my journal, and my tattoos are my story.” -Johnny...
Read More

7 Comments

  • Uooou.. levei um tapa na cara agora. Mas infelizmente em alguns casos, perdoar é a coisa mais difícil. Pq vc falar q perdoou é fácil, o problema é realmente sentir isso. Principalmente quando vc deposita toda a confiança e amor numa pessoa, e ela te decepciona da pior maneira :/

  • Mais uma vez Você me surpreendendo hahaha.. Eu refleti muito sobre tudo que li, e sei que é muito difícil perdoar, ainda mais quando vc vive algo em sua família, ou até mesmo com amigos! Eu sou muito dura as vezes, mas sou assim pq já vivi coisas, e agora eu percebo q o melhor é perdoar, do que guardar um sentimento tão ruim dentro de mim! Mais uma vez você me ajudando, Eduarda ❤

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *